20170529

Colosso Air Messerschmitt Me 323 Gigante

Messerschmitt Me 323, ou apenas Gigante, foi um avião militar alemão de transporte na Segunda Guerra Mundial. Era um variante do modelo planador Me 321, e foi o maior avião de transporte, baseado em terra, de toda a guerra. 213 Gigantes foram construídos, sendo que  alguns deles foram convertidos diretamente do Planador Me 321.


No começo de 1941, com o resultado das análises feitas por pilotos de transportes alemães, que atuavam na Rússia, o comando alemão decidiu-se pela produção de um variante motorizado do Me 321, que seria chamado de Me 323.
Ficou decidido que usariam quatro motores radiais GR14N, da montadora francesa Gnome et Rhône, com 1.164 HP. A ideia de usar estes motores franceses  tinha como objetivo de desafogar a já sobrecarregada indústria bélica da Alemanha Nazista.



Testes iniciais foram conduzidos usando os motores, acoplados à asas reforçadas do Me 321, que renderam ao avião modestos 210 km/h, cerca de 80km/h a menos que o Junkers 52, um avião de transporte já ultrapassado da Luftwaffe.
Um chassi fixo foi montado, com quatro rodas pequenas na parte da frente do avião e duas linhas de três rodas em cada lado da fuselagem, parcialmente cobertas por uma carenagem, equipadas com freios pneumáticos, que poderiam parar a aeronave em 200 metros.
A pouca velocidade continuou ser um problema, então logo os engenheiros decidiram optar por uma versão de seis motores e não quatro, como estavam tentando até então. Para reduzir o peso e economizar em alumínio, muito da asa foi feita de madeira compensada e de tecido, enquanto a fuselagem era de feita com tubos de metal, com longarinas de madeira e coberto com tecido dopado, com uma estrutura pesada ​​no piso para suportar a carga, de até 12 toneladas.



O compartimento de carga tinha 11 m de comprimento, 3 m de largura e 3,4 m de altura. Na maior parte das viagens, o Gigante transportava uma artilharia FH18 de 15cm acompanhado de semi-lagarta de transporte Sd.Kfz.7 dois caminhões 8.700, um canhão antiaérea de 88 mm e seus acessórios, 52 tambores de combustível, 130 homens ou 60 macas.

A tripulação era formada por dois pilotos, dois engenheiros de voo e um operador de rádio. Também era possível alocar mais dois atiradores. Os engenheiros ocupavam duas cabines pequenas, uma em cada asa, entre a cabine principal e os motores centrais. A função dos engenheiros era de monitorar a sincronização dos motores, possibilitando ao piloto voar sem se preocupar com esse fator, apesar dos pilotos ainda terem o total poder de decisão.
Apesar dos esforços, a versão final do Me 323 alcançava apenas 219 km/h ao nível do mar. Ele era armado com cinco metralhadoras MG 131.51, de 31 mm, posicionadas atrás das asas, dentro da fuselagem. Elas eram controladas por uma tripulação extra de atiradores ou, na falta deles, pelo operador de rádio e engenheiros.



Até Setembro de 1942, o Me 323 foi usado na campanha tunisiana, e entrou em serviço no teatro de guerra do Mediterrâneo em novembro de 1942. A alta taxa de aviões de transporte do Eixo abatidos, tornou necessário o uso de um avião mais resistente para atravessar os equipamentos através do Mediterrâneo, para manter os Afrika Korps de Rommel na ofensiva.
Diversas modificações foram feitas ao projeto inicial, com a adição de armamentos de defesa, além de melhoras na estrutura da aeronave e aumento da capacidade total de carga. 



No entanto, o Me 323 continuou por toda a sua vida sofrendo com da sua fraca potência, tornando-se alvos fáceis para os caças aliados. Havia uma proposta para instalar seis motores radiais BMW 801 mais potentes, mas isso nunca aconteceu. O baixo desempenho aliado ao curto alcance de 1.000 a 1.200 km, já carregados inviabilizava o ME 323 para muitas missões. Apesar disso, os Me 323 foram um trunfo inestimável para os alemães, que o utilizaram de forma intensiva. O Gigante ficou em serviço entre 1942 e 1944.

ESPECIFICAÇÕES:

Motorização: Seis motores radiais Gnome&Rhône 14N 14 cilindros 950HP cada
Tripulação: 2 Pilotos, 2 engenheiros e 1 operador de radio
Envergadura: 52,20 m
Comprimento: 28,20 m
Altura: 10,15 m
Área da asa: 200 m2
Peso vasio: 27.330 kg
Peso máximo: 43.000 kg
Velocidade máxima 285 km/h
Teto de serviço 4.000 m
Autonomia 1.100 / 1.200 km

Leia mais em:



Post (304) - Maio de 2017 (93270)

Nenhum comentário:

Postar um comentário